Fechar
Acesso restrito


Notcias

03/07/2017 - Mercado financeiro exige cada vez mais auditoria nas empresas para concesso de crdito



Os bancos estão exigindo cada vez mais que as empresas tenham um trabalho de auditoria para cadastro e obtenção de crédito. A observação é do presidente do Conselho de Administração do Ibracon - Instituto dos Auditores Independentes do Brasil, Eduardo Pocetti .“É um movimento que vem crescendo. As empresas precisam ter a consciência e a cultura de buscar um trabalho de auditoria porque ficarão em posição melhor para crescer, obter crédito e, caso haja a oportunidade de venda ou fusão com outras companhias, estarão mais bem preparadas”, analisa o auditor.

A auditoria nada mais é do que uma revisão de demonstrações financeiras, sistema financeiro, registros, transações e operações de uma entidade, podendo ser interna ou externa. De acordo com o Ibracon, o auditor interno é empregado da empresa auditada, possui menor grau de independência, executa auditoria contábil, operacional, de gestão, de qualidade, de processos, de produtos e outros, enquanto o auditor externo ou independente não tem vínculo empregatício com a empresa auditada, possui maior grau de independência e executa auditoria contábil.

Para atuar como auditor independente, o profissional precisa ser bacharel em Ciências Contábeis e devidamente registrado no CRC na categoria de contador. A auditoria independente é uma profissão que exige muita qualificação prática e teórica para que possa ser corretamente exercida.

O trabalho de auditoria - apesar de minucioso e difícil de ser realizado internamente - deve estar entre as prioridades das pequenas empresas que desejam crescer de modo organizado. Algumas das vantagens da autoria para os pequenos negócios são: aumento da transparência entre sócios, fornecedores e clientes, identificação prévia de riscos, o que evita perdas de capital, possibilidade de tomada de decisões com base em dados concretos, maior facilidade de obtenção de crédito e aproximação de investidores, além de mais agilidade em transações como fusão, aquisição e venda.

As empresas de pequeno porte são, geralmente, administradas pelos próprios sócios que, muitas vezes, têm formação ligada ao negócio, mas carecem de informações precisas para a tomada de decisões. Nesse contexto, a auditoria exerce um papel fundamental, avalia Pocetti.

“A auditoria atesta se a contabilidade que suporta as demonstrações financeiras de uma empresa está correta ou não. Além das companhias de grande porte, cuja obrigatoriedade de sujeição à auditoria é exigida pela Lei nº 11.638, de 2007, qualquer empresa pode – e deve – se fazer valer de um trabalho de auditoria para ter garantia de que seus números são corretos, de que sua contabilidade está correta”, conclui.

Newsletter

Rua Clodomiro Amazonas, 1435
So Paulo - SP - 04537-012
e-mail: contato@gbrasilcontabilidade.com.br
Tel: (11) 3814-8436
veja o mapa